Conceito de reciprocidade


Mar 04, 13

Reciprocidade, do latim reciprocĭtas, é a correspondência mútua de uma pessoa ou de uma coisa com outra. Algo recíproco é aquilo que se faz como devolução, compensação ou restituição. Exemplos: “Em reciprocidade à sua colaboração, vamos entregar-lhe um presente surpresa”, “O Governo está a pondera aplicar o princípio de reciprocidade e exigir visas aos países que fazem o mesmo com os cidadãos portugueses”, “Se fosses um homem justo, farias gala da reciprocidade para com este moço”.

A reciprocidade pode associar-se à expressão “hoje por ti, amanhã por mim” pois implica fazer pelo outro aquilo que o outro fez por nós. É por essa razão que se relaciona com a solidariedade ou a hospitalidade.

O conceito também é usado para fazer referência àquilo que vai e que vem ou que tem ida e volta. Nesse sentido, pode-se falar da reciprocidade de vozes (no caso de um debate).

A nível político ou governamental, a reciprocidade está associada ao tratamento que as autoridades outorgam a um país estrangeiro de acordo com as condições oferecidas por este. Existe a reciprocidade nas relações diplomáticas (para regular as condições de entradas dos visitantes, documentação requerida, etc.) e nas relações comerciais (tarifas ou concessões de acordo com o concedido pela nação estrangeira).

Para a antropologia, a reciprocidade é uma maneira informal de trocar bens e o trabalho em comunidades que prescindem do mercado. Os especialistas distinguem a reciprocidade generalizada (a retribuição não é imprescindível ou pode não ocorrer a curto prazo), a reciprocidade equilibrada (intercâmbios directos baseados na retribuição imediata) e a reciprocidade negativa (consiste em obter um benefício às custas da outra parte através da burla ou de enganos).