Conceito.de

Conceito de ambientalismo

Escutar o artigo

Ambientalismo é uma corrente de pensamentos e movimentos sociais em defesa do meio ambiente. Ele busca a implementação de medidas com foco na proteção ambiental, impondo também mudanças no estilo de vida da humanidade a fim de promover a sustentabilidade.

ambientalismo
Ambientalismo compreende ações em defesa do meio ambiente

Chamado também de economia verde ou de movimento verde, ele compreende as áreas da ecologia, mas também áreas políticas e sociais, em busca de mecanismos sustentáveis que reduzam os impactos da ação humana no planeta.

São chamados de ambientalistas aqueles que fazem parte dessa corrente/movimento para proteção da biodiversidade.

Posto isso, o ambientalismo visa assegurar que as futuras gerações tenham acesso aos recursos naturais que as pessoas hoje têm, usando para isso fontes de energia renováveis, por exemplo.

Essa preocupação com a natureza por parte dos ambientalistas tem fundamento em estudos científicos que comprovaram que existe o aquecimento global, bem como mostraram também os demais impactos desse fenômeno, tais como: destruição da camada de ozônio, inundações, secas severas, alterações bruscas de temperatura, chuva ácida, etc.

Os ambientalistas também possuem uma preocupação enorme com a preservação da biodiversidade, pois entendem que terra, ar, solo, oceanos, rios fauna, flora e outros precisam de cuidados para que a Terra esteja em equilíbrio. Posto isso, eles atuam de distintas maneiras, adotando ações como: lutas contra o uso de alimentos transgênicos, contra o desmatamento, a poluição, o uso de agrotóxicos, de poluentes orgânicos, entre outras.

Ambientalismo no século XX

Mesmo que muitos acreditem que essas correntes e movimentos em prol da proteção ambiental tenham surgido nos tempos atuais, como resultado do aumento do desmatamento, na realidade já no século 19 existiram as primeiras manifestações de ações por parte de ecologistas e ambientalistas para proteção e preservação dos recursos naturais.

Nesse período, muitas organizações e cientistas adotaram o uso de recursos como princípios científicos aplicados ao desenvolvimento de manejo e de conservação de florestas, um dos objetivos com isso era reduzir os impactos causados pela industrialização, que era cada vez mais crescente nas cidades.

Mas mesmo que já na antiguidade ocidental fossem datadas ações em prol da proteção ambiental, e tradições religiosas e aborígenes de outras partes do mundo também focassem nela e a tivessem como sagrada, isso não foi o suficiente para que houvesse uma consciência ecológica mais ampla, que pudesse impedir a destruição dos recursos naturais, assim como da vida selvagem e do habitat de várias espécies.

Contudo, existem casos de ações em prol da proteção do meio ambiente que merecem nota, tais como: os babilônios, que implementaram leis para a proteção das margens dos rios e também de canais, com eles também regulando o abate de florestas; os etruscos, que, acredita-se, praticavam o florestamento planejado; os indianos, que determinaram certas florestas como sendo sagradas (isso desde os tempos védicos); e os egípcios, que criarem leis para penalizar aqueles que cortassem árvores sem a autorização do Estado, desenvolvendo ainda programas de reflorestamento em distintas áreas.

Ambientalismo e os impactos da guerra

conceito de ambientalismo
Até o mundo entender que os recursos naturais não eram inesgotáveis, houveram muitas perdas

Mas o ambientalismo precisou aguardar até que as grandes guerras mundiais chegassem ao fim para que fosse uma tendência e para que se tornasse até mesmo um campo de estudos específico.

Até então, o mundo baseava-se numa visão de desenvolvimento global que cria os recursos naturais eram inesgotáveis e foram criados para o benefício humano, algo que gerou perdas enormes em toda a história da humanidade, especialmente com a introdução da tecnologia para manipulação de tais recursos naturais. E isso colocou em risco até mesmo a sobrevivência da espécie humana.

O ambientalismo e as empresas

As empresas são as maiores responsáveis pela poluição que acomete o meio ambiente. Alguns exemplos são os resíduos eliminados pelas indústrias e também os gases que resultam da queima de combustíveis fósseis, que geram muitos prejuízos para a natureza ao entram em contato com o ar, o solo, com a vegetação, corpos d’água e com os animais.

Com todo esses males citados, muitas organizações que atuam em prol da proteção ambiental realizam ações como manifestações e até mesmo ações como recusa de comprar produtos que tais empresas que são grandes poluidoras produzem (boicotagem).

É devido a isso que muitas indústrias e outras empresas veem o ambientalismo como uma ameaça para o seu negócio, gerando prejuízos financeiros para eles. Mas na realidade não é assim.

Há uma carência, de certo modo urgente, por ações nas empresas que foquem na sustentabilidade, adotando modelos de negócios mais sustentáveis, e isso tem ajudado muitas empresas a conquistarem um lugar de mais destaque no mercado, dado que os clientes buscam por negócios assim.

É necessário que haja equilíbrio entre as empresas e as ações em prol da proteção do meio ambiente. Assim será possível promover um desenvolvimento sustentável, qual possui essa necessidade urgente.

Posto isso, tomar providências em prol do ambientalismo trará para as empresas mais economia, por meio da adoção de práticas mais sustentáveis.

Citação

SOUSA, Priscila. (22 de Março de 2022). Conceito de ambientalismo. Conceito.de. https://conceito.de/ambientalismo