Conceito.de

Conceito de défice

Um défice (do latim deficĕre, “faltar/carecer”) é a falta ou escassez de algo considerado necessário. Pode-se tratar de diferentes tipos de bens, nomeadamente o dinheiro, os géneros alimentares ou qualquer outra coisa. Por conseguinte, existem vários tipos de défice.

O défice orçamental, associado à Administração Pública, descreve a situação em que, num determinado período de tempo, os gastos realizados pelo Estado excedem os ganhos.

O défice público é o balanço das contas de todas as administrações públicas de um país, incluindo o Estado nacional, as comunidades ou regiões autónomas, as freguesias, os municípios, etc.

Quando uma economia se encontra fechada, significa que o governo deixou de ter acesso ao endividamento directo com o público, seja dentro ou fora do país, e que as suas reservas internacionais se esgotaram, sendo que a única opção perante o défice é endividar-se com o banco central.

Por outro lado, o balanço de pagamentos é um documento contabilístico que regista as transacções comerciais, de serviços e de movimentações/mobilizações de capitais efectuadas pelos residentes de um país com o resto do mundo, durante um determinado período de tempo. A diferença entre os rendimentos e os pagamentos de uma determinada sub-balança chama-se saldo.

Se essa diferença é negativa, fala-se de défice comercial. Em contrapartida, se a diferença é positiva, estamos então perante uma situação de excedente comercial (ou superavit).

Por último, convém destacar que o termo défice, em medicina, refere-se à insuficiência ou deficiência de um órgão, podendo ser parcial ou na sua íntegra.